Diario de Pernambuco


Panificação reunida em feira
Recife, quinta-feira, 12 de abril de 2012
Cerca de cem empresas marcam presença na 15ª Fennopan, maior evento do setor no NE, que começa hoje
Compartilhar no Facebook  Compartilhar no Twitter Enviar por e-mail Comente a matéria Imprimir


Imagem: DITORIA DE ARTE/DP
Item básico na mesa do brasileiro, o pão é um dos alimentos mais consumidos no país. Em média, são 30 quilos anuais do produto por pessoa - o que indica um mercado farto, capaz de movimentar R$ 62 bilhões em negócios, como ocorreu em 2011. De hoje até sábado, mais de cem empresas do setor apresentarão as novidades do segmento no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, durante a 15ª edição da Feira Norte-Nordeste de Panificação e Food-Service (Fennopan). A entrada no evento é gratuita.

Estarão presentes na feira gigantes do ramo de alimentação, como a Bunge, e fornecedoras de máquinas e cozinhas industriais, a exemplo da Kalanga, Di Volp, Tomasi e Lipe Cozinhas. Além da mostra de produtos, haverá palestras e cursos do Sebrae sobre gestão empresarial, inovação e segurança do trabalho, além de sorteios e outras ações promocionais. Interessados em participar devem fazer um pré-cadastro no site www.fennopan.com.br.

De acordo com a organização do evento, foram movimentados R$ 20 milhões em negócios na última edição. O presidente da Associação dos Industriais de Panificação de Pernambuco (AIPP), Luciano Pedrosa, diz que uma das razões para o aquecimento deste mercado é a diversificação de produtos e serviços oferecidos pelas padarias, o que exige mais investimentos.

Além dos tradicionais pães, bolos, doces e salgados, a concorrência com os supermercados fez com que o setor incluísse nas prateleiras produtos gourmet, como vinhos e chocolates finos, assim como revistas e produtos de higiene pessoal. “As padarias de hoje não sobrevivem apenas de pão. Elas entraram no mercado de refeição fora do lar, é aquela que oferece fast food, o almoço, a sopa no fim da tarde, a ceia regional”, exemplifica Pedrosa.

Na Região Metropolitana do Recife (RMR), onde há cerca de 800 padarias, o quilo do pão francês varia de R$ 4,50 a R$ 8. O presidente da AIPP afirma que há cerca de seis meses que não ocorre reajuste do pãozinho ao consumidor recifense. Nem o dissídio coletivo que garantiu em janeiro um aumento de 14% para os trabalhadores impactou no preço do produto. “A maioria não repassou aos clientes. Também não vejo motivo para realinhamento dos preços nos próximos meses”, assegura Pedrosa.  (Colaborou Mariana Gominho)

Saiba mais

- Na Região Metropolitana do Recife (RMR), o quilo do pão varia de R$ 4,50 a R$ 8;
- O mercado nacional de panificação faturou R$ 62 bilhões em 2011;
- A expectativa do setor é manter ou ampliar a taxa de crescimento registrada no ano passado, de 11,9%;
- As Regiões Norte e Nordeste concentram 35% das padarias formais do país, ou cerca de 22 mil empresas;
- Em 2011, a Fennopan movimentou R$ 20 milhões em negócios

Serviço:

15ª Fennopan
Quando: de hoje (a partir das 19h) a sábado, das 15h às 22h
Entrada: gratuita
Outras informações: www.fennopan.com.br






Galeria de imagens


Edição do dia
economia - Clique na imagem para vê-la maior
Anteriores
Selecione a data do Diario que você deseja visualizar