Diario de Pernambuco


Messi é acusado de racismo
Recife, quinta-feira, 10 de maio de 2012
Compartilhar no Facebook  Compartilhar no Twitter Enviar por e-mail Comente a matéria Imprimir


Argentino teria chamado umatleta holandês de "negro". Imagem: JAVIER SORIANO/AFP
Idolatrado pela genialidade com a bola nos pés, Lionel Messi  é alvo de acusação de racismo por um colega de profissão. O lateral holandês Drenthe, cujos direitos econômicos são do Real Madrid, que o emprestou ao Everton, da Inglaterra, diz ter sido tratado mais de uma vez pelo argentino como “negro”, de forma pejorativa.

A acusação foi feita em entrevista à revista Helden. Os episódios em que Drenthe se considerou ofendido por Messi ocorreram quando o holandês atuava pelo Real e pelo Hércules, outro clube espanhol. “Jogamos muito um contra o outro e sempre tivemos problemas. Sabe o que sempre me incomodou? O tom que ele usava para me chamar de negro”, relata Drenthe.

O jogador diz saber que na Argentina e demais países sul-americanos de língua espanhola o termo é comum. Nesses lugares tratar alguém da raça negra como “negro” não costuma ser considerado ofensivo. Mas, segundo Drenthe, trata-se de um costume difícil de compreender. “Eu entendo que é muito comum na América do Sul, mas eu não suporto. O Diarra (volante francês) ficou furioso quando o Heinze e o Higuain (também argentinos) o chamaram de negro, mas logo eles pararam. Quando joguei pelo Hércules contra o Barcelona, tive os mesmos problemas com o Messi. Quando apertei a mão dele, ele disse: Oi, negro. Depois não apertou minha mão após a partida”, disse o holandês.




Galeria de imagens


Edição do dia
esportes - Clique na imagem para vê-la maior
Anteriores
Selecione a data do Diario que você deseja visualizar