Diario de Pernambuco

Maracujá em formato de órgão sexual masculino nasce no Maranhão
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
04/03/2011 | 12h26 | Inusitado

Compartilhar no Facebook  Compartilhar no Twitter Enviar por e-mail Imprimir

maracuja. Imagem: Honório Moreira/OIMP/D.A Press
Honório Moreira/OIMP/D.A Press

A aparência curiosa de uma planta chamou a atenção de moradores do município de São José de Ribamar, Maranhão. O maracujazeiro de apenas dois anos, brotou frutos cujo formato é semelhante à genitália masculina. A dona de casa, Maria Rodrigues de Aguiar Farias, 53 anos, é a proprietária do maracujazeiro e explica como tudo começou.

“Minha filha me deu as sementes há dois anos. No começo até recusei, pois maracujá dá em todo lugar, mas ela insistiu disse que seria um bom lugar para descansar embaixo da sombra e acabei aceitando”, acrescentou. Ela alega que a semente é parecida com a semente do maracujá tradicional, contudo, acha que não é maracujá. “Estou curiosa para saber que gosto tem”.

Segundo dona Maria, os frutos começaram a brotar no mês passado e a descoberta foi feita por seu filho que imediatamente comunicou o fato. “Mamãe, está nascendo um pé de p... no nosso quintal!”, contou. O desenvolvimento da planta deve-se também a extrema dedicação da vizinha Maria Elizabeth da Cruz, que diariamente regava o maracujazeiro.

“Eu sempre regava o pé, mas nunca imaginei que fosse ficar nesse formato. É muito estranho e engraçado. Parece muito com aquilo”. Dona Maria Rodrigues afirma que várias pessoas mostraram-se interessadas no cultivo deste exemplar. “Vou distribuir as sementes para as pessoas que me pediram”. A visitação tornou-se frequente, porém, sempre sob os olhares atentos da dona. E dentre os curiosos estava o jornalista ribamarense Edson Rêgo, que propôs a divulgação do fruto.

Totalmente orgânico

O fato mais intrigante é que Maria Rodrigues nega qualquer tipo de manipulação. “Eu só plantei e ela ficou assim. Meus vizinhos já batizaram de maracujá p...”, ressaltou. A equipe de O IMPARCIAL entrou em contato com engenheiros agrônomos da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) a fim de esclarecer as possíveis causas para a anomalia do maracujazeiro. Porém, surpresos com o fato, os técnicos da Aged optaram por analisar a planta e posteriormente elaborar um parecer.

De o Imparcial





Galeria de imagens
Veja a galeria do dia


BD

Imagens do Dia
Veja a galeria do dia
Roosewelt Pinheiro/ABr/D.A Press
Roosewelt Pinheiro/ABr/D.A Press
28|05|2012 - Supremo nega indenização a Cachoeira por declarações à imprensa

Leia a matéria


Outras notícias