Diario de Pernambuco

MST bloqueia 14 trechos de rodovias em Pernambuco
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
17/04/2012 | 09h24 | Protesto



Compartilhar no Facebook  Compartilhar no Twitter Enviar por e-mail Imprimir

mst. Imagem: Gaby Pontes/ Reprodução/ Twitter
Imagem: Gaby Pontes/ Reprodução/ Twitter
mst. Imagem: Gaby Pontes/ Reprodução/ Twitter

 

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) realiza nesta terça-feira, Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária, uma série de protestos nas principais rodovias de acesso do estado de Pernambuco. De acordo com os organizadores do movimento, mais de 2.500 trabalhadores rurais protestam contra os casos de violência registrados durante a disputa pela terra.

Quatorze rodovias e vias de acesso ao estado estão sendo bloqueadas. Entre os alvos da manifestação está a ponte que liga as cidades de Petrolina, em Pernambuco, e Juazeiro, na Bahia, a BR 104 nos trechos norte e sul, que ligam o agreste à zona da mata do estado e vários trechos da BR 232, que corta o estado do litoral ao sertão, com pontos de bloqueio em Serra Talhada, Gravatá, Pesqueira e Moreno.

Na PE-60, o protesto acontece entre o Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca; na BR- 101 Sul em Escada; na BR-408 em São Lourenço da Mata; na BR-428 em Lagoa Grande; na PE- 300 entre Ibimirim e Inajá; na BR 316 entre Floresta e o Trevo Serra; na BR- 432 em Águas Belas e na PE-103 entre o Trevo Agrestina e Palmares.

De acordo com o MST, Pernambuco é um dos estados com maior número de casos de conflitos agrários no país. Em menos de um mês dois trabalhadores Sem Terra foram assassinados no estado: Antônio Tilingo e Pedro Bruno, respectivamente no agreste e na Zona da Mata.

Segundo o movimentos, crimes foram cometidos durante emboscadas realizadas na luta pela terra, com fortes indícios de envolvimento de fazendeiros como mandantes. No mesmo período cinco Sem Terra foram baleados e um foi espancado pelo representante da Fazenda Serro Azul, localizada no município de Altinho.

O MST denuncia ainda uma lista de cerca de 15 nomes de dirigentes e lideranças ameaçadas de morte no estado e envolvimento de policiais como milícias armadas.





Galeria de imagens
Veja a galeria do dia


HTML

Imagens do Dia
Veja a galeria do dia
Roosewelt Pinheiro/ABr/D.A Press
Roosewelt Pinheiro/ABr/D.A Press
28|05|2012 - Supremo nega indenização a Cachoeira por declarações à imprensa

Leia a matéria


Mais notícias