Diario de Pernambuco

Henrique Douglas assume o Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
28/05/2012 | 09h20 | Mudança



Compartilhar no Facebook  Compartilhar no Twitter Enviar por e-mail Imprimir

Henrique Douglas deixa a direção do Presídio de Limoeiro para substituir o coroel Francisco Duarte, afastado por conta de denúncias. Imagem: Raphael Guerra/DP/D.A Press
Raphael Guerra/DP/D.A Press

Assista ao vídeo
Henrique Douglas assume direção de presídio. Assista ao vídeo. Imagens: Raphael Guerra/DP/D.A Press


O agente penitenciário Henrique Douglas assume hoje a direção do Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros, que faz parte do Complexo Prisional Professor Aníbal Bruno.Ele deixa a direção do Presídio de Limoeiro para substituir o coronel Francisco Duarte.

A mudança acontece após denúncias graves envolvendo o Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros, que faz parte do complexo. O secretário de Ressocialização, coronel Romero Ribeiro, disse que a medida foi um pedido de Duarte. “Ele já tinha se aposentado da PM no ano passado. Agora, depois de deixar o cargo, entrará de férias. Não voltará à Seres”, comentou. Sobre a pressão em relação às denúncias publicadas pelo Diario, ele ponderou. “O coronel tem um histórico profissional. Ele deixou o presídio por opção própria”, disse Ribeiro.

O promotor da Vara de Execuções Penais, Marcellus Ugiette, contou que Francisco Duarte não estava se sentindo bem no cargo que ocupava atualmente. “São muitos problemas encontrados no presídio. Ele tinha vontade de resolver todos, mas não conseguia, por isso não estava bem.” Duarte já ocupou o cargo de Superintendente de Segurança Penitenciária. O novo diretor, Henrique Douglas, estava à frente do Presídio de Limoeiro.

Desde março, quando o Diario denunciou com exclusividade que dez detentos estavam com doenças em estado avançado - um deles com câncer - mas não recebiam atendimento médico, o diretor já havia confidenciado aos mais próximos o desejo de se afastar da unidade. No último dia 18, o Diario apresentou outra grave denúncia: um esquema de falsificação de carteiras falsas entregues a adolescentes e mulheres para serem exploradas sexualmente. O fato levou a Secretaria de Ressocialização a anunciar reforço na segurança. Oito dias depois, 13 suspeitas já foram flagradas e presas. Mesmo assim, o estopim da nova crise fez o diretor oficializar o pedido de substituição. O agente penitenciário Henrique Douglas assumiu a unidade.

Na quarta-feira passada, primeiro dia de visita íntima após as denúncias do Diario, oito mulheres foram presas em flagrante com documentos falsos, que deveriam ser usados por outras pessoas cadastradas para visitarem os presos do Aníbal Bruno. Com a apreensão do material, os detentos também passaram a ser investigados pelo conselho disciplinar da unidade prisional e podem sofrer penalidades. No último sábado, outras cinco suspeitas foram autuadas tentando entrar no presídio com outras carteiras falsas. Todas foram encaminhadas à Colônia Penal Feminina do Recife. Ontem, uma mulher foi presa tentando entrar no presídio com celular.

Com informações do repórter Raphael Guerra e do Diario de Pernambuco





Galeria de imagens
Veja a galeria do dia


HTML

Imagens do Dia
Veja a galeria do dia
Roosewelt Pinheiro/ABr/D.A Press
Roosewelt Pinheiro/ABr/D.A Press
28|05|2012 - Supremo nega indenização a Cachoeira por declarações à imprensa

Leia a matéria


Mais notícias