Diario de Pernambuco

Estudante de Direito da Facig é assassinada em Abreu e Lima
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
10/12/2011 | 10h38 | Crime

Compartilhar no Facebook  Compartilhar no Twitter Enviar por e-mail Imprimir

Atualizada às 17h

Uma estudante de Direito da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Igarassu (Facig), de 37 anos, foi assassinada na madrugada desde sábado (10), por volta das 4h30, em Abreu e Lima. De acordo com informações de agentes da Força Tarefa Sul a vítma se chamava Andréia Valéria de Moura e foi morta com um tiro na cabeça, enquanto dirigia-se a uma parada de ônibus na Avenida Joaquim Nabuco, bairro do Timbó.

Segundo a Força Tarefa Sul, pode se tratar de um crime passional. Suspeita-se que o homicídio tenha sido cometido por um policial civil chamado Reginaldo. A estudante teria tido um caso com o policial, que é casado, e o com romance encerrado o policial não aceitava o término da relação.

O corpo de Andréia Valéria de Moura está no Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife.

Recife - Na Zona Oeste do Recife, a comunidade Favela do Detran, bairro da Iputinga, foi palco de um outro crime cometido contra a mulher. De acordo com testemunhas, na noite de ontem(9), Alexsandro da Silva, o Sandro  da Água, teria batido até a morte na ex-esposa, a dona de casa Maria das Dores da Silva, com um martelo. O crime teria acontecido na casa da vítima, por volta das 23h.

Testemunhas informaram que a vítima desejava expulsar o ex-marido de casa, que pertenceria a ela. O crime teria ocorrido após discussão.





HTML

Imagens do Dia
Veja a galeria do dia
Roosewelt Pinheiro/ABr/D.A Press
Roosewelt Pinheiro/ABr/D.A Press
28|05|2012 - Supremo nega indenização a Cachoeira por declarações à imprensa

Leia a matéria


Mais notícias